FICOU SABENDO QUE DESCOBRIRAM UMA CIDADE PERDIDA DE “ALEXANDRE, O GRANDE”?

Por | em 05/10/2017 | 0 Comentários

Alexandre, o Grande, é, sem dúvida, uma das figuras históricas mais ilustres que existiram. Ele se tornou rei aos 20 anos de idade e, assim que assumiu o poder, liderou seus exércitos na conquista do maior império de seu tempo. Em apenas 12 anos de campanhas, o comandante macedônio tomou territórios que se estendiam do Mar Jônico, localizado entre a Grécia, Albânia e Itália, até o Himalaia, e teria continuado expandindo seus domínios se não tivesse morrido prematuramente — aos 32 anos de idade.

Pois, segundo Sarah Sloat, do site Futurism, uma das muitas cidades conquistadas por Alexandre foi descoberta e, neste momento, se encontra sendo explorada por ávidos arqueólogos. Trata-se de um local chamado Qalatga Darband, dominado pelo macedônio por volta do ano 331 a.C. durante sua campanha contra Dário III, líder do Império Aquêmida da Pérsia.

Espionagem e arqueologia

De acordo com Sarah, Qalatga — que atualmente fica situada em um território que hoje corresponde a uma região curda do Iraque — foi uma cidade fortificada da Antiguidade que funcionava como importante polo comercial, mas a localidade “desapareceu” dos registros históricos nos últimos dois mil anos. Entretanto, graças à divulgação de documentos de espionagem e obtenção de informações por meio de drones, a antiga cidade foi “descoberta”.

Arqueólogo com artefatoUm dos integrantes do time de arqueólogos trabalhando em Qalatga (Futurism)

O time responsável por localizar Qalatga — composto por arqueólogos afiliados ao Museu Britânico, de Londres — suspeitava que a antiga cidade deveria estar na província de Sulaimaniya, mas só foi possível confirmar sua localização após a equipe ganhar acesso aos documentos “secretos”.

O material analisado pelos arqueólogos foi obtido a partir de um programa de espionagem por satélite norte-americano que operou entre 1960 e 1972, depois de o conteúdo ser tornado público em meados dos anos 90. No entanto, por conta das tensões no Iraque — não se esqueça de todo o rebuliço relacionado com o regime de Saddam Hussein e invasão dos EUA em 2003 —, era perigoso demais para os cientistas explorarem o sítio.

Enriquecendo a História

Por sorte, a situação na área, embora longe de ser ideal, se tornou mais segura e, há cerca de um ano, os arqueólogos começaram a escavar o local. De lá para cá, inúmeros artefatos foram descobertos indicando ocupação na área entre o período do Império Parta, como fragmentos de cerâmica e edifícios em estilo greco-romano que possivelmente eram usados como templos religiosos.

Sítio arqueológicoUma das áreas do sítio arqueológico (Futurism)

Além disso, graças ao uso de drones, os arqueólogos identificaram a presença de muralhas que se encontram enterradas sob campos de trigo e cevada que confirmaram a existência de uma grande fortificação antiga no local. Os trabalhos de escavação devem se estender por bastante tempo e os cientistas envolvidos no projeto esperam fazer muitas descobertas interessantes — e quem sabe eles não encontram artefatos que ajudem a enriquecer ainda mais a história de Alexandre, o Grande? Aguardaremos novidades!

Descrição do Autor

No Responses para “FICOU SABENDO QUE DESCOBRIRAM UMA CIDADE PERDIDA DE “ALEXANDRE, O GRANDE”?”

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado Required fields are marked *


*